Por que tantos estereótipos?

estereotipo-bieber

Estereótipo é o que mais existe neste mundo. Muita gente vê um sem teto na rua, dormindo e já vai logo fechando o vidro, pensando que ele pode assaltar, ou sabe-se lá o que. Isto é um estereótipo. Do pior tipo, é verdade, mas é só para esclarecer como a coisa acontece. Porém, meu exemplo neste texto é muito mais simples, ingênuo e tem como base o cenário musical POP da atualidade.

Nunca fui fã de Justin Bieber. Era só ele abrir a boca e eu já mudava a rádio, ou desligava o que quer que fosse que eu estivesse ouvindo ou vendo. A voz dele era muito aguda para o meu gosto e as músicas chicletes não faziam absolutamente nada para mim, além de ficarem forçadamente grudadas na minha mente.
Um tempo se passou e eu ouvi uma música na rádio que logo suspeitei que fosse dele. Desta vez, não tirei da rádio (até porque eu estava na academia e não teria este controle). Ouvi a música até o final, com uma agradável surpresa. A voz dele estava um pouco mais madura e o ritmo se adequava mais ao meu gosto pessoal. Ouvi mais algumas vezes depois disso e parei por aí, com uma visão um pouco melhorada do astro teen.

Mais um tempo se passou e eu fui procurar a tal música na internet, me deparando com outras mais recentes que me surpreenderam um pouco mais. A voz estava ainda melhor e eu gostei do estilo mais “bad boy” da música. No final das contas, assisti ao clipe, aprendi a dança (porque gosto muito de dançar) e já tinha mais umas 4 músicas do cantor – coisa que nunca pensei que aconteceria!).

Dias atrás, estava procurando umas músicas boas no Youtube para deixar tocando enquanto eu trabalhava no computador. Um dos vídeos sugeridos para mim, na minha página inicial, era de um tal de Austin Mahone. Já tinha visto uma entrevista breve com ele em um programa de moda que gosto de assistir e achei-o educado, boa pinta, um garoto que me passou boa impressão na hora. Resolvi clicar e descobri que se tratava de uma música bem conhecida e muito tocada nas rádios por aqui. Lembro-me que era uma das músicas que não me convenceram na hora, por causa da voz aguda de criança. Resolvi explorar um pouco mais e encontrei outro vídeo, desta vez de uma música do cantor mirim com o Pitbull. Surpreendi-me na mesma hora. A voz tinha melhorado muito, estava mais grave, mais madura do que antes e a música chiclete me conquistou rapidinho.

Lendo os comentários comecei a notar que muita gente adorava o som e muita gente criticava ferrenhamente. Muitos diziam que ele era só mais um que queria ser como o Justin Bieber, o famoso “Bieber wannabe”. Aquilo me incomodou. É claro que muitos garotos sonham em ser como Bieber – menos a atitude arrogante que ele tem apresentado nos últimos tempos – afinal o garoto faz sucesso, dança bem, atrai a garotada, viaja o mundo inteiro.. Mas isso não significa que ele seja “parecido” com o Bieber. Fisicamente ele é diferente, não usa o cabelo igual, não se veste com a calça no meio da bunda (esse é o típico estilo Bieber), não usa milhares de correntes se achando o gostosão e coisa e tal. Ele é ele, com seu estilo de ser, sua voz, seus passos de dança.. e está lá, se divertindo no vídeo. Talvez ele se inspire no JB em termos de ver onde ele pode chegar, onde ele quer chegar com sua carreira, qual o patamar que almeja atingir.

Mas o estereótipo já está formado. Qualquer um que cante, dance, seja talentoso e tenha um mínimo de charme já é considerado um seguidor de Bieber. Isso é triste. Ver que o garoto não pode querer se lançar na carreira, fazendo algo que ele ama, que logo vão começar as comparações com o outro astro teen. Falta originalidade na forma de pensar, não é mesmo? Deixa o garoto crescer, evoluir, descobrir o caminho que quer seguir antes de já sair falando por aí que ele é “só mais um na onda de Bieber”. Até parece que o JB foi o primeiro garoto a começar a cantar desde cedo, dançar e conquistar o público. Michael Jackson fez isso, Justin Timberlake também, assim como vários outros cantores que iniciaram suas carreiras cedo, sejam em Boybands ou arriscando-se na carreira solo. É triste ver que as pessoas formam estas visões das outras pessoas sem parar para conhecer melhor, ouvir, avaliar de verdade o estilo, o som do garoto. É muito mais fácil ir na onda dos outros e chamar o cara de Bieber wannabe, não é mesmo?

“Vale mais a pena ser um sábio calado do que um papagaio mal informado.”

Advertisements

3 thoughts on “Por que tantos estereótipos?

  1. ” Mas o estereótipo já está formado. Qualquer um que cante, dance, seja talentoso e tenha um mínimo de charme já é considerado um seguidor de Bieber. ”

    Não acho que seja essa a questão. Essas duas músicas são comercias e vazias, não é um estereótipo, mas uma opinião. Eu ouvi e foi essa a minha opinião pessoal.

    Maroon 5 – canta, dança, é talentoso, tem charme, letras bonitas e uma voz divinal, e eu não considero seguidor do Bieber e acredito que não encontras ninguém que tenha essa opinião.

    Beijocas*

    Like

    1. Olá, Pepezinha!!
      Obrigada pelo comentário!!

      Eu entendo seu ponto de vista, mas acontece que Maroon 5, por exemplo, é uma banda já formada, de longa data, adultos e tudo mais. O que quero dizer é do indivíduo. No caso, o garoto que começou a cantar e dançar.. começou novinho e está crescendo no cenário musical. O Austin surgiu assim, depois do Bieber, e já está sendo amplamente comparado a ele.. e toda vez que ele aparece, BUM.. vem a comparação com o Bieber.

      E não é um comentário, mas váááários comentários nos vídeos dele.. de gente que o classifica como “Bieber wannabe”. Por isso minha indignação com o estereótipo. Eu vejo como estereótipo mesmo. Pegue outro garoto que começa a cantar e dançar e lança um álbum e veja se não vão compará-lo de cara ao JB… é meio que automático.

      Mas respeito sua opinião.
      E acho que todo mundo tem direito de expressá-la. Só que algumas pessoas são mais incisivas, mais agressivas na forma de encarar tudo. Foi isso que vi em vários dos comentários aos vídeos do Austin Mahone. Muita gente criticando a música, dança ou estilo dele dizendo que ele nunca chegará aos pés do JB… E se ele não quiser? Acredito que o intuito dele é lançar seu próprio nome, carreira e tal. Mas todo mundo só se lembra do sucesso do Bieber mesmo quando aparece outro garoto novinho começando carreira… Entende o que quero dizer?

      Beijooos!! 🙂

      Liked by 1 person

      1. Sim, o problema de alguns é não gostarem e sentirem a necessidade de estar a criticar o tempo todo. Eu não gosto e pronto, não ouço. Não ando a fazer comentários nos vídeos. Tanto que nem conhecia este rapaz.

        Um rapaz mais novo que cante bem que surgiu de um programa de televisão que dança e tem talento para dar e vender – James Arthur.
        É sempre difícil dar exemplos.

        Mas acho que o que esses rapazes têm em comum – que leva as pessoas a comparar ao Bieber – é o facto de ser música comercial e vazia e ser uma voz banal, mais do mesmo.

        Beijocas* 😀

        Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s